AGJ_Return01
AGJ_Return01

AGJ_Return05
AGJ_Return05

AGJ_Return07
AGJ_Return07

AGJ_Return01
AGJ_Return01

1/9

SAM! #4

ANDREA GJESTVANG

Return (o retorno)

 

19 de setembro - 31 de outubro de 2020

Abertura: 18 outubro 2020

Esta amostra faz parte dos Encontros da Imagem de Braga

Em Return (o retorno), uma série realizada ao longo do ano 2015, Andrea Gjestvang segue a trilha de jovens requerentes de asilo que são deportados de volta para os seus países de origem; Nigéria, Irão, Afeganistão e Jordânia. Imagens dos seus antigos lares, amigos e ambientes na Noruega se misturam com as situações quotidianas na sua nova vida após o retorno.

O trabalho de Gsetvang lança luz sobre os desafios resultantes de uma política de imigração, onde o tempo que leva para processar um pedido de asilo tem grandes consequências para o destino de um indivíduo.

Com o tempo, as crianças muitas vezes sentem

que a Noruega se tornou a sua casa, enquanto

o seu país de origem se torna um lugar

ainda mais distante e desconhecido

Muitos que procuram asilo na Europa correm o risco de viver num país por vários anos sem uma autorização de residência. Enquanto isso, as crianças começam a escola, aprendem o idioma e geralmente se integram melhor às comunidades do que os seus pais. Com o tempo, as crianças muitas vezes sentem que a Noruega se tornou a sua casa, enquanto o seu país de origem se torna um lugar ainda mais distante e desconhecido. Isso afeta crianças e jovens de uma maneira muito séria. A adolescência é uma época em que a identidade é formada; o indivíduo passa por uma tremenda mudança.

Após a deportação, os jovens que ela fotografou enfrentaram traumas e depressão devido à perda de amigos, uma vida quotidiana estabelecida e a deterioração da educação, segurança e recursos financeiros — todas as necessidades básicas.

Complementando a exposição, mostra-se uma seleção de livros de fotógrafos nórdicos, publicados pela prestigiada editora sueca Journal Photobooks.

Andrea Gjestvang (Noruega, 1981) é uma fotógrafa baseada entre Oslo e Berlim, onde assume tarefas e desenvolve projetos de documentários pessoais de longo prazo. Com uma abordagem fotográfica íntima, ela explora questões sociais contemporâneas no hemisfério norte. Em 2012, ela terminou o projeto “Um dia na história”, com retratos dos jovens sobreviventes do ataque terrorista de 22 de julho de 2011 na ilha de Utøya, na Noruega. O projeto ganhou reconhecimento internacional, exposições e prêmios, incluindo o prestigiado Fotógrafo do Ano da L'Iris d'Or / Sony World Photography Awards de 2013. Depois de se formar na OsloMet, Gjestvang trabalhou em trabalhos e publicou publicações em publicações internacionais como a Time Magazine. , The New York Times, Stern, Newsweek Japan, M Le Monde e revista Mare, entre outros. Seu trabalho foi exibido em galerias e museus, como o Centro de Arte Contemporânea Ullens em Pequim, o Munchen Stadtmuseum e o Museu Nacional de Fotografia da Colômbia. Ao longo dos anos, Gjestvang adquiriu sólida experiência trabalhando como editora de imagens e professora de fotografia, além de ter curadoria de exposições. Andrea Gjestvang é membro da Panos Pictures.

Journal Photobooks. Com foco na publicação de livros de fotos, a Journal nasceu em 1991 e é dirigido por Gösta Flemming, editor de cerca de 140 títulos até o presente, incluindo edições em diferentes idiomas. A Journal está sediada na Suécia.

journal-logga.jpg
OCA_logo
logo EI.jpg